Páginas

Por toda a vida (Romance)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Google imagens

Olhando através da janela do seu quarto, Isadora via a beleza que ali havia. Eram montanhas e árvores floridas dando seus frutos, pois era mês de primavera. Dava para ouvir o curso dos rios que passava por trás daquelas árvores. Um sorriso leve e transbordante brotou na face de Isadora.
Já eram 6 da manhã. Passava-se ali uma vida. Com os seus cabelos grisalhos pensava ela no momento em que conheceu aquele que veio a ser o amor da sua vida. Assim, foi acorda-lo, afim de celebrarem juntos os 40 anos de casamento que completariam naquele dia.
Sentada em sua cadeira preferida, onde ela sempre me contava histórias de contos de fadas, essa seria a primeira vez que me contaria a sua história de amor.
Com sua voz rouca e pausada, voltou àquele tempo, onde a inocência de um amor poderia florecer.
Era um dia de chuva naquela pequena cidade. Sua mãe havia lhe mandado comprar leite no mercado. Neste mesmo momento Manoel, passava apressado para o seu trabalho, em uma movimentada livraria.
A chuva molhava os livros que ele carregava, enquanto Isadora, andava depressa, rumo a pequena mercearia do bairro. Neste momento em que se cruzaram, seus olhos se encontraram pela primeira vez e um sorriso, de repente, brotou em seus lábios. Me parece que foi neste instante em que o amor deles nasceu.
Todos os dias Manoel passava por aquela rua, e seus olhos procuravam ver novamente aquela moça que chamou sua atenção. Mas Isadora não passava com frequência naquela rua. Porém, certo dia, por acaso do destino, lá estava ela novamente, em frente à livraria. Lá, Isadora viu novamente aquele que seria seu grande amor.
Assim, depois daquele dia, eles passaram a se ver diariamente, em uma dança com um amor velado e secreto, que sobrevivia apenas em seus corações. Não dava mais para esconder.
Em um dia de domingo, Isadora cuidava tranquilamente das tarefas domésticas, quando sua mãe lhe chamou. Ao entrar na sala, lá estava ele, Manoel, pedindo a sua mão em namoro! As mãos de Isadora tremiam, enquanto seus lábios não produziam sequer um som. A partir de então eles se tornaram um casal de namorados.
Anos passaram-se e aquele amor tornou-se um laço eterno, foram unidos em casamento. Desse amor nasceu então uma filha, Luíza. Esta era o fruto do amor deles dois. Viviam assim, felizes, simplesmente felizes. Criaram Luíza com carinho, educando e ensinando a arte de amar.
Luíza então cresceu e ao tornar-se adulta foi viver sua própria história de amor.
Em seu lar continuavam juntos Isadora e Manoel, em um vínculo inquebrantável de amor, que crescia a cada dia. Juntos até mesmo em momentos dificéis eles mostraram que aquele amor realmente era para a vida inteira.
Um dia, então, ao acordar, Manoel percebeu que sua amada não passava bem. Levou-a então ao médico.
Assim recebeu a notícia mais triste de sua vida: Isadora estava com câncer. Apesar da tristeza e dor que sentia, Manoel mostrou-se forte, ao apoiar sua esposa.
Ela teria apenas 1 mês de vida. Apesar do seu sofrer, a cada dia ele insistia incansávelmente em reafirmar seu amor inabalável por Isadora. Agora faltava apenas 1 semana. A tristeza despedaçava o coração daquele homem, ao imaginar perder a mulher que amava.
No dia do seu aniversário, ao acordar, Manoel virou-se na cama, como de costume e acariciou o rosto de Isadora. Mas o seu corpo gélido, revelava que ela não estava mais viva. Ao lado dela, na cama, havia apenas um bilhete a dizer: " Sinto ter que deixar-te aqui, a sofrer com minha ausência. Saiba que a cada dia que passei ao teu lado, aprendi um novo sentido para a palavra amor. Obrigado por cuidar de mim. Te amo. Desta que sempre será tua: Isadora."
Manoel apenas teve forças para sussurar com os olhos cheios de lágrimas: Nunca te esquecerei!
(Larissa Miranda)

1 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

 
Romantic Princess | por Templates e Acessórios ©2010